Page tree
Skip to end of metadata
Go to start of metadata

Verifique o nosso Checklist para Emissão de CT-e / MDF-e, assim você pode conferir se possui todas as informações necessárias, evitando possíveis erros durante a Emissão.


Índice




Parametrização Global para Emissão de CT-e


Antes de realizar a Emissão de um CT-e através do sistema, é preciso realizar algumas configurações. Nesta etapa, alguns parâmetros são definidos com opções fixas, como por exemplo, a Série, a Forma de Cálculo, o CFOP e as Alíquotas.

Por este motivo, ressaltamos a importância de que essas informações sejam verificadas primeiramente com os responsáveis pela contabilidade da sua Empresa.


Para iniciar as configurações, acesse o menu Operações | Parâmetros Globais. Na tela de Configuração dos Parâmetros Globais, aba CT-e / Minuta de Conhecimento | Parâmetros, busque pelo parâmetro CTRC_NFE_IMPORTAR_XML_REGRAS e clique no botão "Alterar". Em seguida, marque as opções 2, 3, 5 e 8 no campo "Valor" e confirme a operação.

Ainda nesta tela, busque o parâmetro CTRC_CFOP_AUTOCOMPLETAR, clique em "Alterar" novamente e selecione a opção "Habilitar" no campo "Valor", confirmando a alteração em seguida.




Em seguida, clique na sub-aba Configurações do Documento | Valores Padrões de Emissão | Valores Específicos de CT-e, clique no botão "Alterar" e defina a Série a ser utilizada como padrão pela sua Empresa no campo correspondente.

 Caso já trabalhe com outro sistema, preencha o campo "Série" com a mesma informação que já consta nos seus CT-e's emitidos;

→ Se estiver realizando as configurações para a primeira emissão eletrônica, confirme qual Série deve ser utilizada com o responsável pela contabilidade da sua Empresa, sendo que as mais comuns são as Séries "0" e "1".




Ainda na aba CT-e / Minuta de Conhecimento | Configurações do Documento, selecione a sub-aba Regras de Emissão | Regras de Cálculo, onde é definido o tipo de cálculo do ICMS para as emissões de Conhecimentos, que considera o Regime Tributário da Empresa.


Para Empresas optantes pelo "Simples Nacional", por padrão não há o cálculo de ICMS, portanto, o valor selecionado no campo "Tipo de Cálculo do ICMS" não irá interferir nas demais configurações.

Caso sua Empresa se enquadre no Regime Tributário "Regime Normal", verifique como deve ser realizado o cálculo do ICMS, se "Cálculo Inverso", "Somar ICMS" ou "Apenas Demonstrativo".


Tendo esta informação em mãos, clique em "Alterar", selecione o tipo de cálculo que deve ser utilizado nas emissões de Conhecimentos e, em seguida, confirme esta operação.



O sistema também permite que os arquivos XML e PDF do DACTE sejam gerados e salvos automaticamente após a autorização do CT-e. 


Para realizar essa configuração, acesse a sub-aba Envio/Gravação do XML/PDF e clique em "Alterar". Para definir um diretório, clique no botão de indicação de continuidade ("...") no final do campo "Diretório / Nome do Arquivo para salvar o XML e o PDF do DACTE" - caso já tenha sido definido um diretório padrão na tela de Cadastro de Empresas, aba Documentos Fiscais Eletrônicos, este campo estará preenchido com a mesma configuração, não sendo necessário refazê-la.


No primeiro campo da tela de Configurações de Diretório / Nomenclatura de Arquivo, clique na lupa, localize e confirme o diretório no qual devem ser salvos os arquivos. Também é possível alterar a nomenclatura através dos templates e/ou das variáveis disponíveis nas opções correspondentes do campo "Configurações de Diretório / Nomenclatura do Arquivo". Após definir o diretório e a nomenclatura, clique no botão "Testar Configuração" e confirme estas alterações.




Após configurado o diretório, altere a opção do campo "Salvar automaticamente o XML/PDF após a emissão do CT-e" para "Sim, com XML e PDF no mesmo diretório" e clique em "Confirmar".

Desse modo, assim que o CT-e emitido for autorizado, os documentos serão salvos automaticamente no diretório definido.




Configurações adicionais para Emissão de CT-e OS


Para a Emissão do Conhecimento de Transporte de Outros Serviços (CT-e OS), é necessário preencher as seguintes informações na tela de Cadastro de Empresas:

  • Termo de Autorização de Fretamento (TAF), utilizado em transportes interestaduais;
  • Número do Registro Estadual, solicitado junto à Administração Estadual, para transportes efetuados dentro do Estado.


Além das configurações realizadas nos Parâmetros Globais para a Emissão de CT-e, é preciso configurar a Série específica para a Emissão de CT-e OS e o Tipo de Serviço realizado pela Empresa.


Para configurar estes dados, acesse a tela de Configuração dos Parâmetros Globais, aba CT-e / Minuta de Conhecimento | Configurações do Documento | Valores Padrões de Emissão | Valores Específicos de CT-e OS, clique no botão "Alterar", insira a Série Padrão a ser utilizada e, no campo "Tipo de Serviço", selecione a opção "Transporte de Pessoas" ou "Excesso de Bagagem". Pode ser definido também um Responsável pelo Seguro, sendo o "Emitente" ou o "Tomador do Serviço".



Há a possibilidade de configurar os Tributos Federais para a Emissão de CT-e OS.

Estas informações devem ser preenchidas de acordo com as orientações contábeis da sua Empresa, pois afeta diretamente os cálculos do CT-e OS.


Para configurar o Percentual da Base de Cálculo e a Alíquota a ser considerada para cada um dos Tributos e se eles devem ser retidos ou não (descontados do valor a receber do CT-e), acesse a aba Fiscal | Configuração de Impostos, clique no botão "Alterar" e preencha as informações dos Tributos Federais que serão utilizados para o cálculo.




Configurações adicionais para Emissão de CT-e Multimodal


Para a configuração e posterior Emissão do Conhecimento de Transporte Multimodal de Cargas, é necessário ter em mãos as seguintes informações:

  • Número do Certificado do OTM (Operador de Transporte Multimodal);
  • Indicador Negociável.

Na tela de Configuração dos Parâmetros Globais, aba CT-e / Minuta de Conhecimento | Configurações do Documento | Multimodal, clique no botão "Alterar", preencha o campo "Número do Certificado do OTM", selecione uma opção no campo "Indicador Negociável" e confirme as alterações.


Esta configuração é utilizada para padronizar o preenchimento destas informações na Emissão dos CT-e's, não precisando inseri-las a cada nova Emissão. (wink)





Configurações adicionais para Emissão no Sistema WEB


A principal diferença entre as configurações do sistema na versão Local e WEB é referente aos diretórios da máquina.

  • Sistema Local: não há restrição quanto ao diretório definido para exportar os documentos (por exemplo, XML e PDF dos CT-e's e Relatórios, entre outros).
  • Sistema WEB: o diretório padrão para salvar estes arquivos deve ser no Disco Local (C:) da máquina, com exceção do acesso via Navegador.


Na versão WEB, há diferentes formas de acessar o sistema, o que inclui a alteração na nomenclatura dos diretórios onde os documentos devem ser salvos.


Abaixo, são apresentadas as três configurações possíveis para o sistema WEB, entretanto, antes de iniciar esta configuração, siga os procedimentos indicados para salvar automaticamente os arquivos XML e PDF de CT-e's.

Acesso ao sistema WEB via "Navegador"

A primeira configuração é através do acesso ao sistema via a opção "Navegador". Seguindo o procedimento indicado para informar o diretório, selecione a pasta "WebFile" e clique em "OK". Ao selecionar esta opção, o download do arquivo XML/PDF é feito para a máquina, na pasta de diretório definida no navegador (por padrão, pasta "Downloads").


Acesso ao sistema WEB via "Aplicativo do Navegador"

Na configuração do sistema WEB acessado via a opção "Aplicativo", selecione o diretório "C em (nome da máquina)", que equivale ao Disco Local (C:) da sua máquina. Escolha uma pasta para salvar os documentos ou, caso não possua nenhuma pasta específica, clique em "Criar Nova Pasta".



Acesso ao sistema WEB via "Aplicativo"


Há também a configuração para salvar os documentos através do Aplicativo configurado diretamente na máquina (Bsoft WEB).


Para este acesso, selecione o diretório "Client C (M:)", que equivale ao Disco Local (C:) da sua máquina, e escolha uma pasta dentro dele. Caso não possua nenhuma pasta específica, clique em "Criar Nova Pasta".





  • No labels